Buscar
  • Danielle Laís

Entenda como funciona o transporte de cargas perigosas

É fundamental garantir sua segurança no transporte de todos os tipos de carga, e especificamente no caso de cargas perigosas o cuidado deve ser redobrado. Por exigirem prevenções e o cumprimento de certos regulamentos, não é tão fácil quanto parece cuidar deste tipo de transporte.


O que são cargas perigosas?

São cargas que, em caso de acidentes, podem causar danos ao motorista, estrada, veículos, meio ambiente ou saúde de outras pessoas, como:

  • Líquidos inflamáveis;

  • Produtos transportados em altas temperaturas;

  • Explosivos;

  • Gases;

  • Sólidos inflamáveis;

  • Substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos;

  • Substâncias tóxicas e substâncias infectantes;

  • Substâncias radioativas;

  • Produtos corrosivos.

Para assegurar a saúde de todos ao longo do transporte das cargas, existem diversas regras que devem ser cumpridas ao longo de todo o processo.


Quais são os diferenciais no transporte de cargas perigosas?


EMBALAGEM

Existem embalagens específicas para armazenar e transportar cargas perigosas. Lembrando que, cada embalagem deve identificar claramente as características de cada produto, incluindo sinalizações que mostram os riscos.

Cada embalagem também deve ter identificação quanto ao volume e cor, deixando-as visíveis com facilidade para que não corra o risco de alguém manuseá-las por engano. Além disso, materiais firmes devem ser utilizados na embalagem para resistirem aos impactos e aos próprios produtos que estão inseridos nela.

Tudo isso é fundamental para que ninguém entre em contato direto com as cargas, sem ter conhecimento dos produtos.

Em complemento, tenha certeza de que as embalagens estão em bom estado antes de seguir viagem! Não coloque sua segurança em risco.


MOVIMENTAÇÃO

Para que menos pessoas sejam expostas às cargas perigosas, elas não podem ser transportadas por regiões muito populosas, com reservatórios de água próximos, protegidas ambientalmente ou próximas de reservas florestais. Estas regras estão presentes no artigo 15 da Resolução 3665/2011.

Porém, o município e o estado também possuem legislações relacionadas a isso. Os responsáveis por cada via têm a possibilidade de restringir os usos das estradas por caminhões transportadores de cargas perigosas. Outras limitações também podem existir, quanto às áreas de estacionamento, carga e descarga dos produtos.

Por fim, após tomar a decisão do caminho a seguir, verifique com os órgãos de trânsito de cada lugar que o caminhão for passar se restrições ou regras existem para as cargas perigosas.


TREINAMENTO

Essencial para que o transporte seja feito com segurança durante todo o percurso, afinal, não é qualquer motorista que pode fazer isso.

Para exercer essa função com responsabilidade, existem cursos específicos para dar instruções do que fazer aos motoristas em cada situação.

Com aulas teóricas e práticas é possível ter o suporte total para aprender características específicas de alguns elementos químicos que você pode vir a transportar, juntamente de aprendizados sobre como conciliar a direção com sua segurança e a segurança dos produtos sendo transportados.

Durante seu treinamento, além de questões de segurança, a legislação vigente também será mencionada pelas regras específicas que existem para as cargas perigosas.

Para fazer a matrícula em um curso de Movimentação e Operação de Produtos Perigosos, você precisa estar dentro de algumas características, como:

  • Ser maior de 21 anos;

  • Possuir habilitação nas categorias “B”, “C”, “D” ou “E”;

  • Não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima, nem ter cometido nenhuma infração média no último ano;

  • Não ter tido a CNH suspensa, nem cassada, por crimes de trânsito;

  • Não estar judicialmente impedido de exercer seus direitos.


CAMINHÃO

O meio de transporte também precisa estar de acordo com alguns critérios. O caminhão deve estar com revisões e manutenções comprovadas e em dia.

E, assim como as embalagens, o veículo deve estar de acordo com as características de cada produto sendo transportado, pois cada mercadoria necessita de um tipo diferente de caminhão.


DOCUMENTAÇÃO

Os cuidados vão além da prática, e também exigem uma documentação específica.

O motorista, durante o transporte, deve ter em mãos:

  • Declaração de carga emitida pelo expedidor, com toda a descrição do produto perigoso que está sendo transportado;

  • Guia impresso no caso de acidentes, com indicações dos procedimentos de segurança para cada situação;

  • Comprovação da realização do Curso de Movimentação de Produtos Perigosos (MOPP), pelo motorista;

  • Certificado de adequação dos veículos e equipamentos de transporte de carga perigosa a granel;

  • Documentação de inspeção técnica do veículo;

  • Documento fiscal do que está sendo transportado;

  • Manifesto de transporte;

  • Licença de transporte – podendo ser do estado ou do município, de acordo com cada caso;

  • Cadastro técnico federal de atividades potencialmente poluidoras – CTF-APP – feito pelo IBAMA;

  • Comprovante do Registro Nacional de Transportes Rodoviários de Cargas – RNTRC;

  • Outras declarações, autorizações ou licenças necessárias de acordo com o transporte de cada tipo de carga.


Cuidados que você deve tomar


Seja cuidadoso

Em qualquer viagem o cuidado é necessário, mas as que envolvem cargas perigosas precisam de mais atenção. Não faça manobras arriscadas e em caso de mal-estar, pare o caminhão na hora.


Não transporte outro tipo de carga ao lado dos materiais perigosos

É proibido o transporte de produtos perigosos ao lado de alimentos, medicamentos ou qualquer outro tipo de cargas destinadas ao uso animal ou humano. Preste atenção também ao fato de que, você não pode transportar produtos perigosos diferentes, lado a lado, no mesmo veículo. Cada material precisa de um manuseio diferente, e diferentes cuidados, além do perigo de reações acontecerem caso os produtos entrem em contato uns com os outros.


Cuide do caminhão

É necessário prestar atenção com a manutenção e revisão do veículo. Seu caminhão precisa ser o adequado para transportar o produto, e deve estar em bom estado para evitar que acidentes ou outros problemas aconteçam pelo caminho.


Esperamos que com nossas informações várias das suas dúvidas tenham sido esclarecidas! A segurança pelas estradas deve estar sempre em primeiro lugar.

4 visualizações

Cnpj: 23.427.256/0001-85

Desenvolvido por